Usamos cookies próprios para melhorar a experiência do usuário através de sua navegação. Ao continuar navegando você aceita seu uso. Mais Informação.

NAS ASAS DA IMAGINAÇÃO

Esta paisagem aérea é uma expressão lúdica, uma homenagem ao ato de voar conquistado pelo homem. “Há mais coisas entre o céu e a terra do que possa imaginar nossa vã filosofia”, não disse Shakespeare?
Pois aí estão os objetos voadores não identificados, os voadores do futuro, os novos habitantes do espaço? Mas a base, observem, é um aeroporto com a presença da mais simples nave, que é o aviãozinho de papel.